Sogros | De Mãe para Mãe

Sogros

Responda
32 mensagens
Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Boa tarde,
Venho partilhar uma situação que me está a deixar um pouco triste e isso as vezes faz-me pensar que eu é que não estou a ser normal e estou a fazer uma tempestade num copo de água.
A minha filha irá fazer anos brevemente, e é a única neta dos meus sogros.
No mesmo dia do aniversário dela, irá haver um evento familiar na terra deles (nada formal e que a presença deles ou não, não irá alterar nada nesse evento) , e decidiram ir, mesmo sabendo que não irão estar presentes no aniversário da neta.
O meu marido, e eu também um pouco, estamos um pouco magoados com a opção deles, pois é a única neta e estão sempre a metê-la em 2°plano, isto é só mais uma situação de outras anteriores.
Ficavam magoadas se os avós faltassem ao aniversário dos vossos filhos, podendo ir, mas escolhendo outros planos?

MALT -
Offline
Desde 27 Jul 2019

Olá!
Sim, eu ficaria magoada se isso acontecesse comigo...

Desde 26 Out 2019

Tendo opção de escolha e se o outro evento não tem grande importância, ficaria magoada ,sim.

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Se efectivamente o outro evento familiar não é importante (excepto por exemplo o aniversário de algum dos pais dos seus sogros) é claro que ficaria magoada com a situação.
Por aqui já aconteceu de os meus pais terem a 1ª comunhão de um neto no mesmo dia que a profissão de fé de um sobrinho, sendo que obviamente foram à do neto e ninguém ficou chateado.
Que tipo de evento familiar tem os seus sogros no dia de aniversário da neta?

Maggie_ -
Online
Desde 13 Abr 2021

Depende. Se forem porque querem ver outro familiar que não conseguem ver com frequência e tem grande estima não levaria a mal.
Faria (mais) uma festa para meu filho num dia em que pudessem estar.
Os seus sogros disseram alguma coisa sobre o motivo da escolha?

Mãe de bebé -
Offline
Desde 07 Mar 2022

Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Mãe de bebé escreveu:
Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?

Deia 16 -
Offline
Desde 12 Out 2017

soniamst escreveu:

Mãe de bebé escreveu:Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?

Eu por ex tenho familia pequena, o meu pai n sei dele a minha mãe esta num lar por isso existem situações em q nem toda a gente tem familias grandes. Que desde ja acho imensa piada

Deia 16 -
Offline
Desde 12 Out 2017

Ficaria magoada sim. Sem dúvida tinha de ser por um motivo forte para n me sentir de outra forma

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

soniamst escreveu:

Mãe de bebé escreveu:Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?


??? Se as pessoas vão de férias, normalmente viajam uma distância grande e não dá jeito estar a fazer a viagem duas vezes para ir a um aniversário.

soniamst -
Offline
Desde 22 Dez 2016

Sansa escreveu:

soniamst escreveu:

Mãe de bebé escreveu:Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?

??? Se as pessoas vão de férias, normalmente viajam uma distância grande e não dá jeito estar a fazer a viagem duas vezes para ir a um aniversário.


Mas é quase impossivel irem todos de férias exactamente na mesma data e ainda por cima em Junho e Agosto, daí ter achado estranho. Por aqui familia pequena de ambos os lados, criança a fazer anos no meio de Agosto em que no 1º aniversário teve cerca de 60 pessoas (familia e amigos, ao ar livre), 2º aniversário/batismo cerca de 30 pessoas (restaurante), 3.ª aniversário cerca de 30 pessoas (em casa, gente a mais para o espaço)

Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Acho que sentiria não ser a 1a opção, mas se isso me criaria uma mágoa? Não sei muito bem, acho que não. Só conhecendo a situação.
Depois os aniversários são muito relativos, para eles pode não ter qualquer importância. O meu marido e a família dele comparecem sempre, mas eles não dão valor nenhum.
Eu detesto festas de casamento (não a cerimónia, mas a boda, sinto-me entediada e são imensas horas) já inventei desculpas do arco da velha para não ir 🤪 Não tem nada a ver com o amor que sinto pelas pessoas e quando tenho muita confiança mais facilmente consigo não ir ou sair às horas que me apetece.

Mãe de bebé -
Offline
Desde 07 Mar 2022

soniamst escreveu:

Mãe de bebé escreveu:Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?

Convidava sim, mas apenas a parte da minha mãe aparecia (sou filha de pais separados há 20 anos). O meu pai arranjou uma mulher e fazia festas para os filhos da senhora, na altura dos meus anos iam de férias assim como os meus avós paternos. Quando falo destas coisas falo sobre família, amigos tenho alguns, conhecidos tenho muitos. Os amigos vão de férias e ligam me fazem uma videochamada ou assim, tenho outros que infelizmente são de longe. Quando me convidam tento sempre ir claro! Não sou de aparecer de surpresa 😂

Mãe de bebé -
Offline
Desde 07 Mar 2022

Sansa escreveu:

soniamst escreveu:

Mãe de bebé escreveu:Ri me um pouco com esta situação porque me acontece o mesmo... Há 27 anos consecutivos!!
Nasci em Agosto, onde toda a gente vai de férias, os meninos da escola vão de férias e se for para fazer uma festinha, só em Setembro...
É triste porque a minha família sempre disse sempre que nunca podiam ir ao meu aniversário porque estavam longe (de férias). Basicamente fui sempre eu e a minha mãe a fazer algo especial nesse dia.
Este ano foi o primeiro ano da minha filha, em Junho, imaginem quantos apareceram porque estavam de férias ou demasiado ocupados a arranjar as coisas para irem...
Assim como os meus anos, tudo se esqueceu... Menos a minha mãe e o meu marido, claro!
Costumo dizer que só faz falta quem está!

Mas você convidava para virem ao seu aniversário ou estava simplesmente à espera que aparecessem sem serem oficialmente convidados? E ao aniversário da sua filha quantas pessoas convidou? Ou tem um leque de "amigos" e familia muito pequeno e "afastado" ou é tudo muito estranho. Você também vai a festas quando a convidam ou também não vai?

??? Se as pessoas vão de férias, normalmente viajam uma distância grande e não dá jeito estar a fazer a viagem duas vezes para ir a um aniversário.

Concordo plenamente! Nem eu o faria. Mas todos os anos fazem sempre a mesmas férias e eu todos os anos faço anos também. Falo destas coisas em relação à família... O meu pai não se proíbe de ir de férias por eu fazer anos, sempre foi um pai ausente e desde que arranjou mulher pior ainda. Mas também se esquece dos meus anos 😂 lá uma vez ou outra se lembrou que eu existia 😂

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Milagr3 escreveu:
Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Assumi que o evento era uma festa da aldeia e por isso realmente não me fazia muito sentido. Tendo sido convidados para um baptizado, admito que já não me choca tanto que faltem a um aniversário. Há pessoas que dão bastante importância a serem convidados para este tipo de eventos e que não conseguem recusar mesmo calhando em cima de algum aniversário. E há pessoas que levam a mal os convidados não irem (já assisti a pessoas a não irem a casamentos de pessoas que não puderam ir aos seus, ou a não convidarem pessoas porque também não foram convidadas 🤷🏻‍♀️🤷🏻‍♀️).

MartaSofia83 -
Offline
Desde 11 Set 2017

Milagr3 escreveu:
Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Um batizado é muito mais importante que um aniversário e tem data marcada com antecedência. Não podes levar a mal que faltem e até devias era ter tido isso em conta e marcado a festa para outro dia e no dia mesmo festejavam vocês em casa. Não estás a facilitar nada as coisas aos avós e depois ainda os culpas.

Maggie_ -
Online
Desde 13 Abr 2021

ClaraMiguel escreveu:

Milagr3 escreveu:Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Assumi que o evento era uma festa da aldeia e por isso realmente não me fazia muito sentido. Tendo sido convidados para um baptizado, admito que já não me choca tanto que faltem a um aniversário. Há pessoas que dão bastante importância a serem convidados para este tipo de eventos e que não conseguem recusar mesmo calhando em cima de algum aniversário. E há pessoas que levam a mal os convidados não irem (já assisti a pessoas a não irem a casamentos de pessoas que não puderam ir aos seus, ou a não convidarem pessoas porque também não foram convidadas 🤷🏻‍♀️🤷🏻‍♀️).


Pois, a mim também. Especialmente se forem pessoas religiosas.
Eu e os meus pais não somos, mas os meus tios são bastante. Eles sem dúvida consideram um batizado um momento unico na vida, muito mais importante do que um aniversário.

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

MartaSofia83 escreveu:

Milagr3 escreveu:Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Um batizado é muito mais importante que um aniversário e tem data marcada com antecedência. Não podes levar a mal que faltem e até devias era ter tido isso em conta e marcado a festa para outro dia e no dia mesmo festejavam vocês em casa. Não estás a facilitar nada as coisas aos avós e depois ainda os culpas.

Os meus pais nunca priorizaram um baptizado, nem que fosse do bisneto da rainha de Inglaterra, ao aniversário de um neto. O afecto é mais importante que o estatuto.
E eu nunca alteraria uma data de festejo por conveniência dos convidados, só do aniversariante. Não faço festas para agradar aos outros.

MartaSofia83 -
Offline
Desde 11 Set 2017

Mag_M escreveu:

MartaSofia83 escreveu:

Milagr3 escreveu:Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Um batizado é muito mais importante que um aniversário e tem data marcada com antecedência. Não podes levar a mal que faltem e até devias era ter tido isso em conta e marcado a festa para outro dia e no dia mesmo festejavam vocês em casa. Não estás a facilitar nada as coisas aos avós e depois ainda os culpas.

Os meus pais nunca priorizaram um baptizado, nem que fosse do bisneto da rainha de Inglaterra, ao aniversário de um neto. O afecto é mais importante que o estatuto.
E eu nunca alteraria uma data de festejo por conveniência dos convidados, só do aniversariante. Não faço festas para agradar aos outros.


A questão é se os teus pais já estiveram nessa posição? Não podes pedir que os teus sogros pensem igual e não tem relação nenhuma com os afetos e estatutos. Essa é para rir. Desde quando é que se faz um batizado por estatuto? Se não és católica está calada porque não podes pedir aos outros que não sejam. Um batizado é uma vez na vida e um marco único na vida da pessoa enquanto que aniversários são todos os anos e dias como todos os outros e não tem que ser festejados no próprio dia. Não é conveniência do aniversariante poder ter os avós na festa de anos?

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Mag_M escreveu:

MartaSofia83 escreveu:

Milagr3 escreveu:Obrigado pelas vossas respostas, não alteram a situação mas já me sinto menos parvinha...
A questão é que estiveram com os mesmos familiares ainda nem à 1 mês, e vêm com alguma regularidade.
O evento é um batismo de uma criança da família com quem não têm uma ligação assim tão forte.
Eles é que sabem da vida deles, mas já o ditado dizia que quem não se sente não é filha de boa gente.
Eu vou fazer o aniversário da minha filha, não faz sentido estar a adiar mais 1 ou 2 fins de semana só porque a prioridade deles não é ela.

Um batizado é muito mais importante que um aniversário e tem data marcada com antecedência. Não podes levar a mal que faltem e até devias era ter tido isso em conta e marcado a festa para outro dia e no dia mesmo festejavam vocês em casa. Não estás a facilitar nada as coisas aos avós e depois ainda os culpas.

Os meus pais nunca priorizaram um baptizado, nem que fosse do bisneto da rainha de Inglaterra, ao aniversário de um neto. O afecto é mais importante que o estatuto.
E eu nunca alteraria uma data de festejo por conveniência dos convidados, só do aniversariante. Não faço festas para agradar aos outros.

Mas o facto de os seus pais não o fazerem não significa que não faça sentido para outras pessoas. Os meus pais viajam todos os anos de avião para estarem presentes no aniversário da neta. Os meus sogros não o fazem e não é por isso que eu acho que eles gostam menos dela ou que fazem menos questão de estarem presentes.
Vejo bem os meus pais recusarem convites seja para o que for para virem ao aniversário da minha filha mas já aconteceu eu ter viajado e por acaso estar em Portugal no dia de anos do meu pai e eles tinham sido convidados para um casamento exactamente para esse dia. E foram. E eu não senti que tivessem preferido ir ao casamento do que estar comigo todo o dia, simplesmente fazia sentido ser assim, nem nos questionámos.
Nem toda a gente dá a mesma importância aos aniversários, até porque acontecem todos os anos.
Mas concordo consigo, não alteraria a festa de anos da minha filha para agradar a convidados a não ser que houvesse bons motivos para isso. Embora provavelmente fizesse a festa na mesmo no dia e depois marcasse um jantar ou assim para quem não pôde ir e quisesse comemorar mesmo. Por exemplo, se algo impedisse os meus pais de apanhar o avião para estarem presentes, eu faria a festa na mesma. Mas quando eles conseguissem vir, faríamos um bom jantar de aniversário na mesma.

Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Os meus sogros não são pessoas religiosas, nem tão pouco lidam muito com a criança a ser batizada. E fomos todos convidados à 1 mês, quando eu já tinha a festa da minha filha marcada.
Não é uma questão de facilitar ou não, é que eles só vão, nas palavras deles para, para estarem um bocadinho com a mãe da minha sogra, com quem estiveram nas férias de verão e vão estar novamente em Outubro. Antes de haver um batizado, creio que já toda a gente sabia que havia uma criança a fazer anos.
Mas não é isso que está em causa, o que me magoa é que me dá a impressão que nem se lembraram que a única neta faz anos. E vão para 300km de distância para uma coisa que para eles não têm importância.
Para mim um batizado não tem mais importância, tendo em conta que as únicas pessoas essenciais são a criança e os padrinhos.
Nós também fomos convidados, mas não vamos porque já tínhamos as coisas marcadas, e não vou privar os meus pais de estarem com a neta nem a minha filha com os avós no seu aniversário por interesses de terceiros.
Obrigada a todas

MartaSofia83 -
Offline
Desde 11 Set 2017

Milagr3 escreveu:
Os meus sogros não são pessoas religiosas, nem tão pouco lidam muito com a criança a ser batizada. E fomos todos convidados à 1 mês, quando eu já tinha a festa da minha filha marcada.
Não é uma questão de facilitar ou não, é que eles só vão, nas palavras deles para, para estarem um bocadinho com a mãe da minha sogra, com quem estiveram nas férias de verão e vão estar novamente em Outubro. Antes de haver um batizado, creio que já toda a gente sabia que havia uma criança a fazer anos.
Mas não é isso que está em causa, o que me magoa é que me dá a impressão que nem se lembraram que a única neta faz anos. E vão para 300km de distância para uma coisa que para eles não têm importância.
Para mim um batizado não tem mais importância, tendo em conta que as únicas pessoas essenciais são a criança e os padrinhos.
Nós também fomos convidados, mas não vamos porque já tínhamos as coisas marcadas, e não vou privar os meus pais de estarem com a neta nem a minha filha com os avós no seu aniversário por interesses de terceiros.
Obrigada a todas

E porquê que privarias? Para fazer a festa com os outros avós no fim de semana seguinte os teus pais não tinham que deixar de estar com a neta no dia de anos A pensar Estás a fazer uma tempestade num copo de água.

marlene1987 -
Offline
Desde 13 Out 2019

Milagr3 escreveu:
Os meus sogros não são pessoas religiosas, nem tão pouco lidam muito com a criança a ser batizada. E fomos todos convidados à 1 mês, quando eu já tinha a festa da minha filha marcada.
Não é uma questão de facilitar ou não, é que eles só vão, nas palavras deles para, para estarem um bocadinho com a mãe da minha sogra, com quem estiveram nas férias de verão e vão estar novamente em Outubro. Antes de haver um batizado, creio que já toda a gente sabia que havia uma criança a fazer anos.
Mas não é isso que está em causa, o que me magoa é que me dá a impressão que nem se lembraram que a única neta faz anos. E vão para 300km de distância para uma coisa que para eles não têm importância.
Para mim um batizado não tem mais importância, tendo em conta que as únicas pessoas essenciais são a criança e os padrinhos.
Nós também fomos convidados, mas não vamos porque já tínhamos as coisas marcadas, e não vou privar os meus pais de estarem com a neta nem a minha filha com os avós no seu aniversário por interesses de terceiros.
Obrigada a todas

Compreendo que já tivesse a festa marcada. Mas tb está a exagerar um pouco. Ha paróquias em que não baptizam todos os domingos e pode ser esse caso e até nem tenham feito por mal. A minha paróquia e um desses casos quando vamos marcar a cerimônia dão nos logo as datas em que e possível. Se quisermos outra data ou arranjamos nos o padre ou então tem que ver a disponibilidade do diácono. Depois baptizado só existe 1 e aniversário faz se todo os anos. E como se costuma dizer só faz falta quem cá esta. depois pode até falar com os seus sogros e marca outra data para comemorar os anos da menina

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Eu vou ignorar a parvoeira e dizer só o seguinte. É -me óbvio que há uma dor aqui. Uma sensação de falta de afecto, que não se prende só com esta ocasião e sim com várias. Compreendo totalmente isso. Mas na verdade não há grande coisa a fazer, infelizmente. Cada pessoa tem direito às suas escolhas, que por vezes nos magoam.
.
Um abraço e uma festa muito boa para a menina. ♥️

Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Mag_M escreveu:
Eu vou ignorar a parvoeira e dizer só o seguinte. É -me óbvio que há uma dor aqui. Uma sensação de falta de afecto, que não se prende só com esta ocasião e sim com várias. Compreendo totalmente isso. Mas na verdade não há grande coisa a fazer, infelizmente. Cada pessoa tem direito às suas escolhas, que por vezes nos magoam.
.
Um abraço e uma festa muito boa para a menina. ♥️

Obrigada Mag_M pela compreensão

É mesmo isso, não é nada de grave, é simplesmente uma mágoazita de mãe

Marina4 -
Offline
Desde 15 Maio 2016

Tenho uma opinião diferente da maioria. Para mim o aniversário é só um dia. É muito mais de valor acompanhar durante o ano inteiro e ver as pessoas quando queremos, do que irmos num determinado dia " por obrigação" e num dia em que a criança nem nos dará atençao porque há demasiadas coisas a acontecer nesse dia

Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Marina4 escreveu:
Tenho uma opinião diferente da maioria. Para mim o aniversário é só um dia. É muito mais de valor acompanhar durante o ano inteiro e ver as pessoas quando queremos, do que irmos num determinado dia " por obrigação" e num dia em que a criança nem nos dará atençao porque há demasiadas coisas a acontecer nesse dia

Percebo o seu ponto de vista, no entanto, no caso da minha filha, o seu aniversário é um dia especial, em que ela gosta de ter as pessoas mais próximas na sua festinha. Lógico que vai andar de cabeça no ar e não vai corresponder às expectativas dos adultos, que acham que ela tem de lhes dar atenção, mas para ela é um dia importante.

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Marina4 escreveu:
Tenho uma opinião diferente da maioria. Para mim o aniversário é só um dia. É muito mais de valor acompanhar durante o ano inteiro e ver as pessoas quando queremos, do que irmos num determinado dia " por obrigação" e num dia em que a criança nem nos dará atençao porque há demasiadas coisas a acontecer nesse dia

São coisas diferentes. Para nós, adultos, de facto o aniversário é só um dia. Para as crianças é uma festa. No entanto, uma coisa e a outra são importantes. O contacto mais regular é muito importante, sim. Estou completamente de acordo com isso, aqui em casa os meus familiares queixam-se que não vêm o puto mas a porta está aberta, não vêm por escolha.
.
Posto isto, fiquei com a ideia de que estes avós também não serão muito presentes no dia a dia. Não sei se estou errada.

Milagr3 -
Offline
Desde 20 Mar 2017

Mag_M escreveu:

Marina4 escreveu:Tenho uma opinião diferente da maioria. Para mim o aniversário é só um dia. É muito mais de valor acompanhar durante o ano inteiro e ver as pessoas quando queremos, do que irmos num determinado dia " por obrigação" e num dia em que a criança nem nos dará atençao porque há demasiadas coisas a acontecer nesse dia

Posto isto, fiquei com a ideia de que estes avós também não serão muito presentes no dia a dia. Não sei se estou errada.

É verdade, tendo em conta a proximidade de onde vivem, e sendo a única neta, não são muito presentes

Cat Chloé -
Offline
Desde 30 Mar 2011

Compreendo o que diz e entendo a sua mágoa. Afinal de contas quando uma criança nasce nascem pais, tios, avós, primos. Achamos nós que certas situações nem se colocam em causa de tão óbvias que são, mas infelizmente nem todos são assim 😪. Seja realista com aquilo que tem em mãos pois ter expectativas muito altas ainda causa mais dor. Sei do que falo. Só faz falta quem cá está e gosta dos nossos filhos.