Lanche da manhã (ou a falta dele....) | De Mãe para Mãe

Lanche da manhã (ou a falta dele....)

Responda
37 mensagens
carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Olá mamis.
Venho apresentar-vos uma situação que a mim me preocupa.
Na escola dos meus filhos, este ano o Henrique almoça as 13h.
Acontece que os meus filhos acabam de tomar o pequeno-almoço as 8h, hoje até foi antes das 8h.
O problema é que a escola nao permite que os miudos comam nada até ao almoço.
É uma norma da escola.
É só a mim que isto que deixa chateada??
Hoje o Henrique vai estar mais de 5 horas sem comer. De manha, que é quando custa mais.
5horas a correr, a saltar, a "trabalhar", em outubro começa uma atividade extracurricular que é de manhã tambem (Futebol).
E nao deixam os miudos comer!
Pior.... so nao deixam comer os miudos até aos 6 anos. Porque a partir da primária já podem levar merenda da manhã.
Eu fico piurça com isto!!!!
Acham que estou a exagerar?
Para ajuda... nao tenho o apoio das outras maes, que sao espanholas e se estao a borrifar para o tema.
Dizem.... já estao habituados...
O que eu acho é que já estao habituados porque.... que remedio.... têm que aguentar!
Pedi para deixarem o Henrique comer UMA BANANA a meio da manha.
Disseram que tinham que falar com a direçao e o cara*****
Quanto à Gabriela nao é tão grave, porque na idade dela almoçam as 11h30.

AppleCinnamon -
Offline
Desde 28 Fev 2019

Oh Carla também não me parece razoável!. E se for um iogurte de beber ou uma caixinha de leite? Devem deixar levar água. Talvez dê para levar numa garrafa reutilizavel qualquer coisinha que dê para 'alimentar'.
A mim faz-me muita confusão, pois tenho sempre muito apetite e se estou esse tempo sem comer começa-me mesmo a fazer diferença, quanto mais aos miudos. Mas que raio...

Diagnóstico de Infertilidade - +/- 2014
Diagnóstico de adenomiose e endometriose - 2019
FIV/ICSI - Junho 2019 sem transferência
TEC - Outubro 2019 - beta 564 🙏🤞🍀

Sara_R -
Online
Desde 02 Dez 2014

E qual o motivo que apresentam para os miúdos não comerem nada a meio da manhã? É regra da escola, mas com que motivo?! Realmente parece que não faz sentido nenhum...nunca ouvi tal coisa aqui em Portugal quando o meu filho andou na pré!

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

Ó pá!!! Desculpa lá, mas isso é completamente estúpido, e quase até parece inventado de täo disparatado que é!!!! Essa gente é maluca?
Onde é que essa m**** de regras estäo escritas? Está no regulamento?
Isto näo pode ser legal!!!! 5 horas sem comerem? Näo acredito que é permitido.

MALT -
Offline
Desde 27 Jul 2019

Eu batia o pé e exigia que dessem qualquer coisa, que eu mandasse, para ele comer a meio da manhã. Essa "regra" é completamente disparatada!

Mag_M -
Offline
Desde 13 Jul 2018

Ai, mas que estupidez de todo o tamanho! Eu acho inconcebível!!!! E bateria o pé também!!!!

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Também acho ridícula essa proibição, nem vejo qualquer sentido. Está no regulamento do colégio? Se estiver não vejo grandes hipóteses, aceitaste-o, caso não esteja acho que se enviares uma e-mail para a direção vai resolver.
Não vejo grande relevância os outros pais quererem ou não. Eles têm de atender as tuas necessidades e do teu filho.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Acho que nao os deixam comer, para que quando chegue o almoço eles tenham fome e comam tudo....
Acho que é essa a razao.
Mas nutricialmente nao é nada bom. Nao é saudavel para a cabeça, estomago, rendimento.
Que eu saiba mais nenhuma escola (publica ou privada) faz isto.
Pior... esta norma é so ate aos 6 anos. Porque a partir da primária cada um pode levar o que quiser para comer a meio da manha.
Por isso é mesmo por causa desta faixa etaria 4-5 anos... em que alguns miudos comem entre as refeicoes e depois ja nao almoçam (ou jantam).
Falei com a mae de uma miuda que diz que nao quer que a filha coma a meio da manha, porque senao ja nao almoça como deve ser, entao prefere (E PODE) dar-lhe o pequeno almoco quase as 9h, e leva-la mais tarde à escola.
Outras disseram-me que os filhos ja estao habituados e nao se queixam...
Enfim... é frustrante, poque nao me querendo fazer de vitima, estou sozinha nesta luta.
Estou a bater o pé sim, mas nada me garante que aceitem.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

ClaraMiguel escreveu:
Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Mas que desequilíbrios nutricionais?
Bem... Então a população aqui na Holanda anda seriamente desequilibrada, porque é "obrigatório" as crianças fazerem uma pausa a meio da manhã para comerem.
Se se referem ao tipo de lanche que comem, isso é uma questão que é facilmente resolvida. A escola da minha filha envia para os pais um esquema com o tipo de alimentos que estes devem enviar, ou seja, alimentos saudáveis e água. Alimentos processados são totalmente desaconselhados, e se os professores verificarem que uma criança leva, por sistema, bolachas, bolos, refrigerantes, etc, vão falar com os pais/educadores.
Eu fico estúpida com o tipo de medidas completamente bárbaras que resolvem implementar.
Desculpem, mas ninguém me convence que uma fruta a meio da manhã prejudica a alimentação da criança. Acredito mais que querem-nos esfomeados para serem capazes de comerem a quantidade absurda de comida que lhes servem.

JustLove -
Offline
Desde 20 Jun 2016

Na pre publica comem a meio da manha (acho q um pão e uma peca de fruta). Eu acho surreal a crianca ficar tantas horas sem comer. O meu filho n aguentaria tantas horas sem comer sem resmungar....

Sobre JustLove

Iiu / 4 fivs sem sucesso
G não evolutiva
G natural  Maio 2017 AE 9 sem
G natural Agosto 2017 AR 9 sem
fiv +++ bhcg 2000

AppleCinnamon -
Offline
Desde 28 Fev 2019

carlabrito escreveu:
Acho que nao os deixam comer, para que quando chegue o almoço eles tenham fome e comam tudo....
Acho que é essa a razao.
Mas nutricialmente nao é nada bom. Nao é saudavel para a cabeça, estomago, rendimento.
Que eu saiba mais nenhuma escola (publica ou privada) faz isto.
Pior... esta norma é so ate aos 6 anos. Porque a partir da primária cada um pode levar o que quiser para comer a meio da manha.
Por isso é mesmo por causa desta faixa etaria 4-5 anos... em que alguns miudos comem entre as refeicoes e depois ja nao almoçam (ou jantam).
Falei com a mae de uma miuda que diz que nao quer que a filha coma a meio da manha, porque senao ja nao almoça como deve ser, entao prefere (E PODE) dar-lhe o pequeno almoco quase as 9h, e leva-la mais tarde à escola.
Outras disseram-me que os filhos ja estao habituados e nao se queixam...
Enfim... é frustrante, poque nao me querendo fazer de vitima, estou sozinha nesta luta.
Estou a bater o pé sim, mas nada me garante que aceitem.

Carla e não dá para fazer batota e levar o tal leite/iogurte? Sei que não é grande ideia começar a mostrar aos miúdos que se podem infringir regras, mas bolas 'passar fome' só porque sim é uma treta.

Diagnóstico de Infertilidade - +/- 2014
Diagnóstico de adenomiose e endometriose - 2019
FIV/ICSI - Junho 2019 sem transferência
TEC - Outubro 2019 - beta 564 🙏🤞🍀

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

AppleCinnamon escreveu:

carlabrito escreveu:Acho que nao os deixam comer, para que quando chegue o almoço eles tenham fome e comam tudo....
Acho que é essa a razao.
Mas nutricialmente nao é nada bom. Nao é saudavel para a cabeça, estomago, rendimento.
Que eu saiba mais nenhuma escola (publica ou privada) faz isto.
Pior... esta norma é so ate aos 6 anos. Porque a partir da primária cada um pode levar o que quiser para comer a meio da manha.
Por isso é mesmo por causa desta faixa etaria 4-5 anos... em que alguns miudos comem entre as refeicoes e depois ja nao almoçam (ou jantam).
Falei com a mae de uma miuda que diz que nao quer que a filha coma a meio da manha, porque senao ja nao almoça como deve ser, entao prefere (E PODE) dar-lhe o pequeno almoco quase as 9h, e leva-la mais tarde à escola.
Outras disseram-me que os filhos ja estao habituados e nao se queixam...
Enfim... é frustrante, poque nao me querendo fazer de vitima, estou sozinha nesta luta.
Estou a bater o pé sim, mas nada me garante que aceitem.

Carla e não dá para fazer batota e levar o tal leite/iogurte? Sei que não é grande ideia começar a mostrar aos miúdos que se podem infringir regras, mas bolas 'passar fome' só porque sim é uma treta.

Por enquanto nao, porque nestas idades sao altamente controlados.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

ClaraMiguel escreveu:
Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Onde moras?
Eu morei em Grenoble, mais a Sul de França. O Henrique ainda esteve inscrito na escola para entrar aos 3 anos, mas entretanto viemos para Espanha.
Eu acho isso uma estupidez.
Desiquilibrio nutricional nao faz sentido nenhum ser a razao.
Desiquilibrio nutricional é passar mais de 3 horas sem meter nada no estomago. Isso sim faz mal.
E depois enchar a barriga com imensa comida na refeicao seguinte so faz mal.
Isto irrita-me tanto.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

ClaraMiguel escreveu:
Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Quem fica a perder e sofre sao as crianças.
O rendimento escolar diminiu, ficamos com fraqueza fisica e mental.
Isso faz super mal.
E miudos tao pequenos, porque estamos a falar dos 3 aos 6 anos, nao têm nocao do que faz mal ou nao.
Se sao forçados a aguentar, metem na cabeça que tem que ser assim.
Que apesar de sentirem algo que nao está bem, que têm que aguentar, que é mesmo assim.
Ou seja, sao educados desde cedo, erradamente.
Estou a escrever e a ficar furiosa.

Sara_R -
Online
Desde 02 Dez 2014

O meu filho é uma dessas crianças que não consegue comer logo quando se levanta...a maior parte das manhãs é um castigo para ele comer nem que seja uma torrada...agora imagino se ele só pudesse comer à hora de almoço...estupidez autêntica essa "regra"...

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Não é uma questão portuguesa, a mim não me faz sentido que sejam obrigados a comer a meio da manhã, como não me faz sentido que sejam proibidos.
Isso é uma padronização, como se fôssemos todos iguais e com organismos, metabolismos iguais. Independentemente do que é protocolado há sempre pessoas com necessidades diferentes.
Eu comecei a tomar o pequeno-almoço já era adulta e porque passei a acordar mais cedo. Se acordar e comer logo fico super maldisposta, sempre foi assim, só 1 ou 2hs depois é que consigo comer.
Entendo que a escola não queira parar uma hora (há meninos que demoram imenso até a comer 4 gomos de tangerina) e comam banquetes a meio da manhã, mas comer meia maçã ou um iogurte não altera a vontade de almoçar e os que demoram ficam mais um bocadinho.
Hoje tive a reunião do meu e pediram que os meninos que comem a meio da manhã para levarem demasiada comida, meio pão ou 3 bolachas ou meia peça de fruta, leite e água têm à disposição.

ClaraMiguel escreveu:
Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Em último caso leva uma declaração médica a dizer que não pode estar mais de x horas sem comer, não podem recusar. Se o caso para o colégio for não abrirem uma exceção, com a declaração já estão salvaguardados.
Não creio que seja uma questão "espanhola", já estive aí há uns anos, mas paravamos a meio da manhã para lanchar e nunca ouvi falar dessa proibição em lado nenhum.

carlabrito escreveu:

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Quem fica a perder e sofre sao as crianças.
O rendimento escolar diminiu, ficamos com fraqueza fisica e mental.
Isso faz super mal.
E miudos tao pequenos, porque estamos a falar dos 3 aos 6 anos, nao têm nocao do que faz mal ou nao.
Se sao forçados a aguentar, metem na cabeça que tem que ser assim.
Que apesar de sentirem algo que nao está bem, que têm que aguentar, que é mesmo assim.
Ou seja, sao educados desde cedo, erradamente.
Estou a escrever e a ficar furiosa.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

MisaL escreveu:
Não é uma questão portuguesa, a mim não me faz sentido que sejam obrigados a comer a meio da manhã, como não me faz sentido que sejam proibidos.
Isso é uma padronização, como se fôssemos todos iguais e com organismos, metabolismos iguais. Independentemente do que é protocolado há sempre pessoas com necessidades diferentes.
Eu comecei a tomar o pequeno-almoço já era adulta e porque passei a acordar mais cedo. Se acordar e comer logo fico super maldisposta, sempre foi assim, só 1 ou 2hs depois é que consigo comer.
Entendo que a escola não queira parar uma hora (há meninos que demoram imenso até a comer 4 gomos de tangerina) e comam banquetes a meio da manhã, mas comer meia maçã ou um iogurte não altera a vontade de almoçar e os que demoram ficam mais um bocadinho.
Hoje tive a reunião do meu e pediram que os meninos que comem a meio da manhã para levarem demasiada comida, meio pão ou 3 bolachas ou meia peça de fruta, leite e água têm à disposição.

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.


Nem obrigar, nem proibir! A ideia é mesmo respeitar as necessidades da criança. Quem näo tiver fome nenhuma (e tenho muitas dúvidas que sejam assim tantos) näo come, simples!
O cérebro de uma criança necessita de glicose para funcionar. Um jejum prolongado, fora o período nocturno em que a criança está a dormir, pode causar neuroglicopenia, e logicamente que vai afectar as funçöes cerebrais.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Eu nao conheço mais nenhum colégio que faça isto.
Todos os outros com quem tenho falado e que eu visitei, dao de comer a meio da manha. Ou levam de casa.
Mais... eu já disse lá atras... isto é so ate aos 6 anos (infantil).
A partir da primaria ja deixam levar de casa... quem queira.

Sansa -
Offline
Desde 18 Jan 2018

carlabrito escreveu:
Eu nao conheço mais nenhum colégio que faça isto.
Todos os outros com quem tenho falado e que eu visitei, dao de comer a meio da manha. Ou levam de casa.
Mais... eu já disse lá atras... isto é so ate aos 6 anos (infantil).
A partir da primaria ja deixam levar de casa... quem queira.

Ainda mais absurdo se torna. Mas qual é a justificaçäo que te däo?

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Têm umas regras meio para o estranhas nesse colégio.

carlabrito escreveu:
Eu nao conheço mais nenhum colégio que faça isto.
Todos os outros com quem tenho falado e que eu visitei, dao de comer a meio da manha. Ou levam de casa.
Mais... eu já disse lá atras... isto é so ate aos 6 anos (infantil).
A partir da primaria ja deixam levar de casa... quem queira.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

Sansa escreveu:

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Mas que desequilíbrios nutricionais?
Bem... Então a população aqui na Holanda anda seriamente desequilibrada, porque é "obrigatório" as crianças fazerem uma pausa a meio da manhã para comerem.
Se se referem ao tipo de lanche que comem, isso é uma questão que é facilmente resolvida. A escola da minha filha envia para os pais um esquema com o tipo de alimentos que estes devem enviar, ou seja, alimentos saudáveis e água. Alimentos processados são totalmente desaconselhados, e se os professores verificarem que uma criança leva, por sistema, bolachas, bolos, refrigerantes, etc, vão falar com os pais/educadores.
Eu fico estúpida com o tipo de medidas completamente bárbaras que resolvem implementar.
Desculpem, mas ninguém me convence que uma fruta a meio da manhã prejudica a alimentação da criança. Acredito mais que querem-nos esfomeados para serem capazes de comerem a quantidade absurda de comida que lhes servem.

Não faço ideia do que está por detrás disto. Mas sendo justa, na escola da minha filha (nem na pré, nem na primária) obrigam as crianças a comer o almoço todo. Insistem sim que provem antes de pôr logo de lado mas, provando, cada criança come segundo o apetite que tem. Ao lanche já insistem que o comam até ao fim, mas bastou-me falar com o ATL e explicar que queria que fosse ela a decidir e que não se preocupassem porque se ela não comesse, lancharia em casa mais tarde. Não adoraram a ideia mas respeitaram.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

MisaL escreveu:
Não é uma questão portuguesa, a mim não me faz sentido que sejam obrigados a comer a meio da manhã, como não me faz sentido que sejam proibidos.
Isso é uma padronização, como se fôssemos todos iguais e com organismos, metabolismos iguais. Independentemente do que é protocolado há sempre pessoas com necessidades diferentes.
Eu comecei a tomar o pequeno-almoço já era adulta e porque passei a acordar mais cedo. Se acordar e comer logo fico super maldisposta, sempre foi assim, só 1 ou 2hs depois é que consigo comer.
Entendo que a escola não queira parar uma hora (há meninos que demoram imenso até a comer 4 gomos de tangerina) e comam banquetes a meio da manhã, mas comer meia maçã ou um iogurte não altera a vontade de almoçar e os que demoram ficam mais um bocadinho.
Hoje tive a reunião do meu e pediram que os meninos que comem a meio da manhã para levarem demasiada comida, meio pão ou 3 bolachas ou meia peça de fruta, leite e água têm à disposição.

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Mas MisaL ninguém está a falar em obrigar. Isso também não me faz sentido nenhum. Mas da mesma forma que a minha filha me diz que não tem fome (e seria impensável para mim que ela tivesse de comer sem fome), outras crianças têm. Tenho estado a puxar pela memória e não me lembro de fazer lanche a meio da manhã na escola primária (entrava mais tarde que a minha filha) mas no ciclo entrava mais cedo e a meio da manhã tinha fome (e eu tomava um bom pequeno-almoço). E comia sempre um lanche pequenino.
A mim é a proibição que me choca. O não se poder se houver essa necessidade.

ClaraMiguel -
Offline
Desde 03 Nov 2013

carlabrito escreveu:

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Onde moras?
Eu morei em Grenoble, mais a Sul de França. O Henrique ainda esteve inscrito na escola para entrar aos 3 anos, mas entretanto viemos para Espanha.
Eu acho isso uma estupidez.
Desiquilibrio nutricional nao faz sentido nenhum ser a razao.
Desiquilibrio nutricional é passar mais de 3 horas sem meter nada no estomago. Isso sim faz mal.
E depois enchar a barriga com imensa comida na refeicao seguinte so faz mal.
Isto irrita-me tanto.

Estou mais perto de Paris. Na pré aqui davam um copo de leite ou água a meio da manhã (as crianças escolhiam). Pelo menos no primeiro e segundo ano de certeza. No terceiro já não tenho a certeza.

Anotski85 -
Offline
Desde 09 Jun 2020

Claro que é um absurdo e só promove a desregulação da glicemia. É um bom caminho para promover a diabetes nos miúdos.
Eu enviaria o lanche para a escola todos os dias, avisando que trataria de trazer o atestado do pediatra. Marcava já uma consulta com o pediatra para tratar disso o quanto antes. E ponto final, nem daria azo a mais discussão.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Eu sei que aqui é proibir, mas noutras é obrigar.

ClaraMiguel escreveu:

MisaL escreveu:Não é uma questão portuguesa, a mim não me faz sentido que sejam obrigados a comer a meio da manhã, como não me faz sentido que sejam proibidos.
Isso é uma padronização, como se fôssemos todos iguais e com organismos, metabolismos iguais. Independentemente do que é protocolado há sempre pessoas com necessidades diferentes.
Eu comecei a tomar o pequeno-almoço já era adulta e porque passei a acordar mais cedo. Se acordar e comer logo fico super maldisposta, sempre foi assim, só 1 ou 2hs depois é que consigo comer.
Entendo que a escola não queira parar uma hora (há meninos que demoram imenso até a comer 4 gomos de tangerina) e comam banquetes a meio da manhã, mas comer meia maçã ou um iogurte não altera a vontade de almoçar e os que demoram ficam mais um bocadinho.
Hoje tive a reunião do meu e pediram que os meninos que comem a meio da manhã para levarem demasiada comida, meio pão ou 3 bolachas ou meia peça de fruta, leite e água têm à disposição.

ClaraMiguel escreveu:Estou em França, e segundo o regulamento disponibilizado aos pais a lei indica que os lanches da manhã são altamente desaconselháveis e levam a desequilíbrios nutricionais, o que levou à escola primária a proibir estes lanches e a dizer que a cabe aos pais fornecerem um bom pequeno-almoço às crianças. 🙄🙄 É algo que me ultrapassa mas aqui todos encaram como normal, pelo que me parece ser a nossa vivência portuguesa a sentir que estes lanches fazem sentido. Entre o pequeno-almoço e o almoço passam-se seguramente 4h30 no mínimo.
Não sei como farão os pais cujas crianças não têm fome de manhã (conheço pelo menos um caso). A minha tem e come bem mas ainda assim de vez em quando pergunto-lhe se não sente fome a meio da manhã porque se sentir, penso que marcarei uma reunião com a direção para explicar que com fome, o rendimento escola diminui e ninguém ganha nada com isto.

Mas MisaL ninguém está a falar em obrigar. Isso também não me faz sentido nenhum. Mas da mesma forma que a minha filha me diz que não tem fome (e seria impensável para mim que ela tivesse de comer sem fome), outras crianças têm. Tenho estado a puxar pela memória e não me lembro de fazer lanche a meio da manhã na escola primária (entrava mais tarde que a minha filha) mas no ciclo entrava mais cedo e a meio da manhã tinha fome (e eu tomava um bom pequeno-almoço). E comia sempre um lanche pequenino.
A mim é a proibição que me choca. O não se poder se houver essa necessidade.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Ainda não tenho explicacao.
Eu falei esta manhã com a professora que me disse que ia falar com a diretora do infantil.
Já me enviou um email para eu lhe telefonar amanhã.
Entretanto enviei eu um email à diretora para poder falar com ela diretamente, mas nao me respondeu sequer....
Em paralelo, 2f temos consulta de rotina para os dois.

carlabrito -
Offline
Desde 30 Maio 2017

Bom, cruzei-me esta manhã com a professora dele e acabámos por falar pessoalmente e despachar o assunto.
A razão de terem esta norma, é aquilo que eu referi..... para que os miudos cheguem ao almoço e tenham fome e comam tudo.
A mãe de uma amiga do Henrique disse-me que se a miuda comer a meio da manha, ja nao almoça nada de jeito.
Depois outra razao, é que um come uma coisa, outro come outra coisa, e depois podem criar ali "conflitos". Isto tambem me parece falta de vontade, porque eles poderiam perfeitamente definir 3-4 coisas que os miudos poderiam levar e nada mais do que isso. Alias... isto é o que fazem noutro colégio que visitei quando andava à procura. Só podiam levar fruta e/ou iogurte.
Agora... não me proibiram.
Ficou definido que o Henrique leva todos os dias uma banana na mochila. Se quer come, se nao quer nao come.
Acho que é a decisao mais sensata.
Do meu lado vou lhe dizer em casa para comer.
Sao muitas horas sem nada no estomago. E em Outubro começa o futebol, tambem de manha (1 ou 2 vezes por semana).
Enfim...
É uma luta.
Sao mentalidades. Sao outros costumes.
Conheço muita gente que so faz 2 refeiçoes por dia.

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Pelo menos resolveu-se.
A questão é que seria super simples atenderem as crianças todas. A que toma um super pequeno almoço podia não comer mais nada, os que necessitam podiam comer.
No colégio da minha filha toda a alimentação está ao cargo deles e se a questão é o que levam, comprarem uma maçã para todos não os leva à falência. Na escola do meu filho a professora indicou o que deviam levar e pediu para não levarmos coisas muito apetitosas aos olhos dos colegas: pacotes de fruta, leites de chocolate, etc.
Há questões complexas de organização, está é simples, dava bem para atenderem a casa um.

carlabrito escreveu:
Bom, cruzei-me esta manhã com a professora dele e acabámos por falar pessoalmente e despachar o assunto.
A razão de terem esta norma, é aquilo que eu referi..... para que os miudos cheguem ao almoço e tenham fome e comam tudo.
A mãe de uma amiga do Henrique disse-me que se a miuda comer a meio da manha, ja nao almoça nada de jeito.
Depois outra razao, é que um come uma coisa, outro come outra coisa, e depois podem criar ali "conflitos". Isto tambem me parece falta de vontade, porque eles poderiam perfeitamente definir 3-4 coisas que os miudos poderiam levar e nada mais do que isso. Alias... isto é o que fazem noutro colégio que visitei quando andava à procura. Só podiam levar fruta e/ou iogurte.
Agora... não me proibiram.
Ficou definido que o Henrique leva todos os dias uma banana na mochila. Se quer come, se nao quer nao come.
Acho que é a decisao mais sensata.
Do meu lado vou lhe dizer em casa para comer.
Sao muitas horas sem nada no estomago. E em Outubro começa o futebol, tambem de manha (1 ou 2 vezes por semana).
Enfim...
É uma luta.
Sao mentalidades. Sao outros costumes.
Conheço muita gente que so faz 2 refeiçoes por dia.

Anotski85 -
Offline
Desde 09 Jun 2020

carlabrito escreveu:
Bom, cruzei-me esta manhã com a professora dele e acabámos por falar pessoalmente e despachar o assunto.
A razão de terem esta norma, é aquilo que eu referi..... para que os miudos cheguem ao almoço e tenham fome e comam tudo.
A mãe de uma amiga do Henrique disse-me que se a miuda comer a meio da manha, ja nao almoça nada de jeito.
Depois outra razao, é que um come uma coisa, outro come outra coisa, e depois podem criar ali "conflitos". Isto tambem me parece falta de vontade, porque eles poderiam perfeitamente definir 3-4 coisas que os miudos poderiam levar e nada mais do que isso. Alias... isto é o que fazem noutro colégio que visitei quando andava à procura. Só podiam levar fruta e/ou iogurte.
Agora... não me proibiram.
Ficou definido que o Henrique leva todos os dias uma banana na mochila. Se quer come, se nao quer nao come.
Acho que é a decisao mais sensata.
Do meu lado vou lhe dizer em casa para comer.
Sao muitas horas sem nada no estomago. E em Outubro começa o futebol, tambem de manha (1 ou 2 vezes por semana).
Enfim...
É uma luta.
Sao mentalidades. Sao outros costumes.
Conheço muita gente que so faz 2 refeiçoes por dia.

Carla, nos dias em que tem futebol envia pão também, ou qualquer coisa mais substancial para além da peça de fruta. Vai precisar de muitos mais hidratos para esse dispêndio adicional de energia.