Dispensa para amamentação | De Mãe para Mãe

Dispensa para amamentação

Responda
17 mensagens
Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

Olá mamãs!
Apesar do meu bebé ter quase 2 meses já comecei a pensar como será o regresso ao trabalho e gostava de saber como funciona realmente a dispensa para amamentação, sendo que trabalho numa creche como auxiliar e em princípio o meu bebé irá para o meu local de trabalho. Gostava de saber se as tais 2h de dispensa terão que ser feitas no colégio, visto que estamos lá os 2 ou se poderei entrar ou sair mais cedo e trabalhar apenas as 6h. Acho que é assim que funciona, se não é por favor alguém que me ajude porque estou com receio de ser obrigada a ficar no colégio e não conseguir usufruir dessas horas visto que nem de uma hora completa de almoço consigo ter porque há sempre alguma coisa para fazer...
Obrigada a todas!

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Tem que ser em comum acordo, mas goza as duas horas, pode entrar mais cedo, sair mais cedo, 1h em cada por exemplo, ou na hora do almoço. A entidade patronal tem ai palavra a dizer também. O facto do seu bebe andar lá nao altera nada. Agora não sei se faz sentido sair por exemplo duas horas mais cedo e deixar lá o bebe percebe?
Eu no seu lugar ou tentava sair 2h mais cedo e obviamente levava o bebe embora ou entrava mais tarde 1h e saia mais cedi 1h..
O bebe faria os mesmos horários na creche qje eu no trabalho

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

As horas são combinadas com a entidade patronal, mas não tem de ficar no local de trabalho.
Há vários tipos de acordos para a redução de amamentação, há quem opte por juntar as horas de manhã, de tarde, à hora de almoço, entrar um pouco mais tarde e sair um pouco mais cedo, juntar tudo num dia por semana (trabalham só 4), etc, etc.

MariaRS27 -
Offline
Desde 07 Maio 2018

O horário pode ser proposto por si, em caso de ausência de acordo entre as partes vigora uma hora à entrada e outra à saída, por dia.

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Leticia _29 -
Offline
Desde 12 Set 2019

Cátiiaa escreveu:
Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Ela pode tentar essa proposta, mas depois cabe-lhe a si aceitar ou não. Não a pode obrigar.
Conheço alguns casos de educadoras que abdicam dessa formalidade das horas de redução de amamentação e ficam com mais liberdade, maior disponibilidade de acesso ao bebé durante o dia. Sempre que querem ou é necessário vão para perto do bebé, vão ao berçário dar o lanche ou o biberão, etc, mas isso é um acordo que fazem, nem sempre é assim.

Leticia _29 escreveu:

Cátiiaa escreveu:Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

MisaL escreveu:
Ela pode tentar essa proposta, mas depois cabe-lhe a si aceitar ou não. Não a pode obrigar.
Conheço alguns casos de educadoras que abdicam dessa formalidade das horas de redução de amamentação e ficam com mais liberdade, maior disponibilidade de acesso ao bebé durante o dia. Sempre que querem ou é necessário vão para perto do bebé, vão ao berçário dar o lanche ou o biberão, etc, mas isso é um acordo que fazem, nem sempre é assim.

Leticia _29 escreveu:

Cátiiaa escreveu:Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...


Tenho um pouco de medo também da pressão psicológica, mas a minha ideia inicial era conseguir ter essas 2h fora da instituição até porque trabalho fora da minha área de residência, acho que não me beneficiaria ficar lá mesmo que pudesse ficar na sala com ele, até porque sei que o poderei fazer sempre que quiser sem abdicar dessas 2h

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Quando comunicar que quer usufrui da redução de amamentação apresente a proposta que lhe interessa mais: dentro das possibilidades pretendia usufruir das 2hs de redução ao final do dia, entrando às x e saindo às y ou entrando 30min mais tarde e saindo 1.30h mais cedo...diga o que quer. Não tenha receio, vai ser a 1a a falar do assunto, lance a sua proposta e passe para o outro lado a decisão.

Cátiiaa escreveu:

MisaL escreveu:Ela pode tentar essa proposta, mas depois cabe-lhe a si aceitar ou não. Não a pode obrigar.
Conheço alguns casos de educadoras que abdicam dessa formalidade das horas de redução de amamentação e ficam com mais liberdade, maior disponibilidade de acesso ao bebé durante o dia. Sempre que querem ou é necessário vão para perto do bebé, vão ao berçário dar o lanche ou o biberão, etc, mas isso é um acordo que fazem, nem sempre é assim.

Leticia _29 escreveu:

Cátiiaa escreveu:Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...

Tenho um pouco de medo também da pressão psicológica, mas a minha ideia inicial era conseguir ter essas 2h fora da instituição até porque trabalho fora da minha área de residência, acho que não me beneficiaria ficar lá mesmo que pudesse ficar na sala com ele, até porque sei que o poderei fazer sempre que quiser sem abdicar dessas 2h

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

MisaL escreveu:
Quando comunicar que quer usufrui da redução de amamentação apresente a proposta que lhe interessa mais: dentro das possibilidades pretendia usufruir das 2hs de redução ao final do dia, entrando às x e saindo às y ou entrando 30min mais tarde e saindo 1.30h mais cedo...diga o que quer. Não tenha receio, vai ser a 1a a falar do assunto, lance a sua proposta e passe para o outro lado a decisão.

Cátiiaa escreveu:

MisaL escreveu:Ela pode tentar essa proposta, mas depois cabe-lhe a si aceitar ou não. Não a pode obrigar.
Conheço alguns casos de educadoras que abdicam dessa formalidade das horas de redução de amamentação e ficam com mais liberdade, maior disponibilidade de acesso ao bebé durante o dia. Sempre que querem ou é necessário vão para perto do bebé, vão ao berçário dar o lanche ou o biberão, etc, mas isso é um acordo que fazem, nem sempre é assim.

Leticia _29 escreveu:

Cátiiaa escreveu:Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...

Tenho um pouco de medo também da pressão psicológica, mas a minha ideia inicial era conseguir ter essas 2h fora da instituição até porque trabalho fora da minha área de residência, acho que não me beneficiaria ficar lá mesmo que pudesse ficar na sala com ele, até porque sei que o poderei fazer sempre que quiser sem abdicar dessas 2h


Os horários lá são rotativos, o mais cedo que posso entrar é às 7h e a saída o mais tarde é às 19h, ninguém tem horário fixo e roda todos os meses. Tenho direito a ter horário fixo ou ela pode mudar de ideias todos os meses? É que isso já acontecia quando estava grávida, andava sempre a trocar horários mesmo de semana para semana, nem esperava pelo fim do mês...

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Se não incluir noturno, nem fim de semana, sim, pode mudar, mas a redução muda em conjunto. O que ficar definido mantem-se, mesmo quando mudar o horário.

Cátiiaa escreveu:

MisaL escreveu:Quando comunicar que quer usufrui da redução de amamentação apresente a proposta que lhe interessa mais: dentro das possibilidades pretendia usufruir das 2hs de redução ao final do dia, entrando às x e saindo às y ou entrando 30min mais tarde e saindo 1.30h mais cedo...diga o que quer. Não tenha receio, vai ser a 1a a falar do assunto, lance a sua proposta e passe para o outro lado a decisão.

Cátiiaa escreveu:

MisaL escreveu:Ela pode tentar essa proposta, mas depois cabe-lhe a si aceitar ou não. Não a pode obrigar.
Conheço alguns casos de educadoras que abdicam dessa formalidade das horas de redução de amamentação e ficam com mais liberdade, maior disponibilidade de acesso ao bebé durante o dia. Sempre que querem ou é necessário vão para perto do bebé, vão ao berçário dar o lanche ou o biberão, etc, mas isso é um acordo que fazem, nem sempre é assim.

Leticia _29 escreveu:

Cátiiaa escreveu:Claro o bebé iria fazer os mesmos horários que eu, não faria sentido sair 2h mais cedo e ele ficar lá. O meu maior receio é que a minha patroa não aceite muito bem o horário reduzido por ele estar lá e puder amamentar lá, logo ter as 2h no local de trabalho, só que sei que se isso acontecer nunca vou ter verdadeiramente as 2h, se conseguir usufruir de 1h é muito...

Tem que aceitar...é a lei...

Tenho um pouco de medo também da pressão psicológica, mas a minha ideia inicial era conseguir ter essas 2h fora da instituição até porque trabalho fora da minha área de residência, acho que não me beneficiaria ficar lá mesmo que pudesse ficar na sala com ele, até porque sei que o poderei fazer sempre que quiser sem abdicar dessas 2h

Os horários lá são rotativos, o mais cedo que posso entrar é às 7h e a saída o mais tarde é às 19h, ninguém tem horário fixo e roda todos os meses. Tenho direito a ter horário fixo ou ela pode mudar de ideias todos os meses? É que isso já acontecia quando estava grávida, andava sempre a trocar horários mesmo de semana para semana, nem esperava pelo fim do mês...

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

Muito obrigada pela ajuda! Já me sinto muito mais descansada para quando voltar ao trabalho, esperemos que a conversa com a patroa corra bem (:

PatríciaSFMartins -
Offline
Desde 18 Fev 2014

Falou em amamentar na hora de serviço é isso?
Caso seja o que pode fazer é descontar esse tempo as suas 2h.
por exemplo ia sair as 15h (já com a redução das 2h) mas deu maminha no serviço durante 30min, então em vez de sair as 15h saí às 15:30h.
Se não foi isso que estava a questionar então peço desculpa e ignore o meu comentário.

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

PatríciaSFMartins escreveu:
Falou em amamentar na hora de serviço é isso?
Caso seja o que pode fazer é descontar esse tempo as suas 2h.
por exemplo ia sair as 15h (já com a redução das 2h) mas deu maminha no serviço durante 30min, então em vez de sair as 15h saí às 15:30h.
Se não foi isso que estava a questionar então peço desculpa e ignore o meu comentário.

Sim era isso, queria saber se a entidade me podia obrigar a ficar lá essas 2h porque o menino ia estar também no mesmo local que eu. Mas não pretendo amamentar no serviço, gostava de usufruir das 2h de dispensa fora do local de trabalho.

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Não podem obrigar a amamentar no serviço, usufrui onde quiser das vossas horas, é uma redução para si e o para o bebé.
Por norma, (o que vou vendo), não costumam facilitar o acesso da mãe ao bebé na hora de trabalho, nem permitem que amamente lá durante o dia. Imagine que lhe facilitam muito o acesso, que pode facilmente estar um tempo mais com a sua bebé, podem começar a implicar e a querer descontar esses tempos da hora de redução.

Cátiiaa escreveu:

PatríciaSFMartins escreveu:Falou em amamentar na hora de serviço é isso?
Caso seja o que pode fazer é descontar esse tempo as suas 2h.
por exemplo ia sair as 15h (já com a redução das 2h) mas deu maminha no serviço durante 30min, então em vez de sair as 15h saí às 15:30h.
Se não foi isso que estava a questionar então peço desculpa e ignore o meu comentário.

Sim era isso, queria saber se a entidade me podia obrigar a ficar lá essas 2h porque o menino ia estar também no mesmo local que eu. Mas não pretendo amamentar no serviço, gostava de usufruir das 2h de dispensa fora do local de trabalho.

Cátiiaa -
Offline
Desde 11 Out 2023

E compreendo perfeitamente que o façam, visto que não estou a trabalhar têm o direito de descontar essas horas ou implicar com isso.
Eu acho é que me vão querer dar essa facilidade para que eu lá fique e seja a tapa buracos, apesar de não estar tecnicamente a trabalhar pq tenho direito às horas vão sempre tentar fazer com que eu me sinta mal ou pressionada e vá trabalhar.
Para perceberem bem o tipo de local onde eu trabalho é daqueles que se nós saímos à nossa hora ou mesmo 10 min depois somos olhadas de lado e mal faladas pq deixámos as colegas lá com coisas para fazer... O ideal é ficarmos entre 30 a 45min depois da nossa hora de sair para que a patroa fique contente...

MisaL escreveu:
Não podem obrigar a amamentar no serviço, usufrui onde quiser das vossas horas, é uma redução para si e o para o bebé.
Por norma, (o que vou vendo), não costumam facilitar o acesso da mãe ao bebé na hora de trabalho, nem permitem que amamente lá durante o dia. Imagine que lhe facilitam muito o acesso, que pode facilmente estar um tempo mais com a sua bebé, podem começar a implicar e a querer descontar esses tempos da hora de redução.

Cátiiaa escreveu:

PatríciaSFMartins escreveu:Falou em amamentar na hora de serviço é isso?
Caso seja o que pode fazer é descontar esse tempo as suas 2h.
por exemplo ia sair as 15h (já com a redução das 2h) mas deu maminha no serviço durante 30min, então em vez de sair as 15h saí às 15:30h.
Se não foi isso que estava a questionar então peço desculpa e ignore o meu comentário.

Sim era isso, queria saber se a entidade me podia obrigar a ficar lá essas 2h porque o menino ia estar também no mesmo local que eu. Mas não pretendo amamentar no serviço, gostava de usufruir das 2h de dispensa fora do local de trabalho.

MisaL -
Online
Desde 17 Abr 2019

Podem pressionar para que isso aconteça, mas não podem obrigar.

Cátiiaa escreveu:
E compreendo perfeitamente que o façam, visto que não estou a trabalhar têm o direito de descontar essas horas ou implicar com isso.
Eu acho é que me vão querer dar essa facilidade para que eu lá fique e seja a tapa buracos, apesar de não estar tecnicamente a trabalhar pq tenho direito às horas vão sempre tentar fazer com que eu me sinta mal ou pressionada e vá trabalhar.
Para perceberem bem o tipo de local onde eu trabalho é daqueles que se nós saímos à nossa hora ou mesmo 10 min depois somos olhadas de lado e mal faladas pq deixámos as colegas lá com coisas para fazer... O ideal é ficarmos entre 30 a 45min depois da nossa hora de sair para que a patroa fique contente...

MisaL escreveu:Não podem obrigar a amamentar no serviço, usufrui onde quiser das vossas horas, é uma redução para si e o para o bebé.
Por norma, (o que vou vendo), não costumam facilitar o acesso da mãe ao bebé na hora de trabalho, nem permitem que amamente lá durante o dia. Imagine que lhe facilitam muito o acesso, que pode facilmente estar um tempo mais com a sua bebé, podem começar a implicar e a querer descontar esses tempos da hora de redução.

Cátiiaa escreveu:

PatríciaSFMartins escreveu:Falou em amamentar na hora de serviço é isso?
Caso seja o que pode fazer é descontar esse tempo as suas 2h.
por exemplo ia sair as 15h (já com a redução das 2h) mas deu maminha no serviço durante 30min, então em vez de sair as 15h saí às 15:30h.
Se não foi isso que estava a questionar então peço desculpa e ignore o meu comentário.

Sim era isso, queria saber se a entidade me podia obrigar a ficar lá essas 2h porque o menino ia estar também no mesmo local que eu. Mas não pretendo amamentar no serviço, gostava de usufruir das 2h de dispensa fora do local de trabalho.

Votação

Quanto tempo, em média, dura uma consulta com o seu filho no pediatra?