Baixa de Gravidez | De Mãe para Mãe

Baixa de Gravidez

Responda
7 mensagens
MummyJ -
Offline
Desde 26 Fev 2024

Olá grávidas e mamãs.
Estou grávida de 22 semanas e sofro muito de ansiedade. Trabalho como advogada num escritório e tenho todos os dias imensa pressão sobre mim.
Comentei isto com a minha obstetra e a mesma mandou-me ir ao psiquiatra tomar ansiolíticos - algo que eu nunca tomei.
Vejo grávidas conhecidas que têm trabalhos menos desgastantes e que estão em casa com baixa de alto risco ou a baixa que é paga a 100%.
Alguém conhece alguma médica obstetra na zona de Lisboa que seja mais compreensiva a este assunto - ansiedade na gravidez ?

MisaL -
Offline
Desde 17 Abr 2019

Não pode avaliar assim o trabalho dos outros, para a maior parte do país ser advogada é tudo menos desgastante.
Na falou com o médico de família? Muitas vezes são mais acessíveis. Também pode ir ao psiquiatra, ver o que lhe aconselha, faz uma avaliação do seu estado e com esse relatório volta a falar com a obstetra ou médico de família. Se se sentir muito cansada peça uma baixa normal, descansa umas semanas e logo vê o que lhe dizem na junta médica.

CatGomes -
Offline
Desde 23 Set 2023

Só passei para lhe deixar um beijinho de empatia. Sou da área do direito mas felizmente não trabalho em advocacia. No entanto conheço de perto a realidade e bem sei, especialmente em grandes escritórios, a pressão que existe e os prazos loucos que há para cumprir… é viver com uma espada sobre a cabeça, seja pelos clientes ou até por os colegas.
Percebo totalmente o seu estado de ansiedade, foi isso que me levou a enveredar por outro caminho.
Espero que consiga uma gravidez tranquila 😘

Flor Patricia -
Offline
Desde 25 Jan 2012
adrimmbm -
Offline
Desde 17 Jan 2024

Olá.
Passei por uma situação semelhante á sua.
Não sou advogada, mas sou psicóloga. Pra além de todo o desgaste emocional que existe em consulta e acompanhamento clínico , ainda trabalho numa casa de acolhimento de criança e jovens em risco em que as situações de desgaste mental, assim como a probabilidade de algum menor perder o controlo sobre si mesmo e agredir alguém é frequente... Com este cenário e com diabetes gestacionais que me faziam ter um cansaço acrescido pra além das tonturas, a médica obstetra não me quis passar baixa.
Então recorri ao meu médico de família!
Primeiramente ele passou me uma baixa normal por duas vezes seguidas para eu poder descansar e depois de me observar na consulta das 16 semanas, passou me a tão desejada baixa de gravidez de risco. Agora estou com 20 semanas. Estou há um mês em casa.
Tal como disseram mais acima, os médicos de família costumam ser mais acessíveis!
Tente , não desista!
E sim, também pode recorrer um um profissional de saúde mental que pode reforçar o seu quadro de ansiedade.
E acho que faz muito bem não tomar ansiolíticos. Se conseguir evitar acho que seria o melhor para si e para o seu bebê. Acredito que assim que conseguir uma baixa , mesmo que seja inicialmente, uma baixa normal, a sua ansiedade será bem menor! E isto será o suficiente.

Fique bem. Tudo a correr bem para si e para o seu bebê.

Suikerspin2 -
Offline
Desde 05 Nov 2022

adrimmbm escreveu:
Olá.
Passei por uma situação semelhante á sua.
Não sou advogada, mas sou psicóloga. Pra além de todo o desgaste emocional que existe em consulta e acompanhamento clínico , ainda trabalho numa casa de acolhimento de criança e jovens em risco em que as situações de desgaste mental, assim como a probabilidade de algum menor perder o controlo sobre si mesmo e agredir alguém é frequente... Com este cenário e com diabetes gestacionais que me faziam ter um cansaço acrescido pra além das tonturas, a médica obstetra não me quis passar baixa.
Então recorri ao meu médico de família!
Primeiramente ele passou me uma baixa normal por duas vezes seguidas para eu poder descansar e depois de me observar na consulta das 16 semanas, passou me a tão desejada baixa de gravidez de risco. Agora estou com 20 semanas. Estou há um mês em casa.
Tal como disseram mais acima, os médicos de família costumam ser mais acessíveis!
Tente , não desista!
E sim, também pode recorrer um um profissional de saúde mental que pode reforçar o seu quadro de ansiedade.
E acho que faz muito bem não tomar ansiolíticos. Se conseguir evitar acho que seria o melhor para si e para o seu bebê. Acredito que assim que conseguir uma baixa , mesmo que seja inicialmente, uma baixa normal, a sua ansiedade será bem menor! E isto será o suficiente.
Fique bem. Tudo a correr bem para si e para o seu bebê.

Ainda bem que conseguiu baixa por gravidez de risco, eu nunca consegui. Tb sou psicóloga e tive um bate pé com o médico de família sobre a importância da saúde mental na gravidez. Foi-me sempre passando a baixa normal (embora contrariado), dizendo que ansiedade não configura gravidez de risco (ainda há um longo caminho a percorrer neste âmbito). Fui 3 vezes à junta médica, de cada vez que recebia a notificação para ir à SS mais ansiosa ficava. Na junta médica tb tive que explicar a importância da saúde mental, sobretudo na gravidez e mais uma vez me disseram que não era motivo para ficar de baixa. A última vez que fui à junta médica estava com 35s.
Enfim, como já referi num outro post sobre o assunto, a baixa na gravidez deveria ser um direito de todas (deixando ao critério da própria se queria usufruir ou não) não devia ser uma questão de "sorte".

adrimmbm -
Offline
Desde 17 Jan 2024

Sim, é um caminho ainda muito longo a ser percorrido a questão da ansiedade na gravidez.
Tal como tantas outras questões... Infelizmente, a saúde mental é ainda muito desvalorizada. Mas isso daria aqui uma grande conversa 😊

A sua situação foi bem difícil. Lamento que tenha sido assim , através de baixas normais.
E concordo consigo , todas as grávidas deveriam poder ter como direito a baixa de gravidez, sendo elas a decidir se querem ou não usufruir.

Na minha opinião, esta é uma fase super delicada e que merece todo o cuidado, físico e mental, por todas as mudanças e transformações associadas... Enfim,
Muito caminho a percorrer mesmo.